quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Dream with Nihon and roses...

Good afternoon, people...

     Finalmente consegui meu pc de volta (Hungria veio aqui em casa para conversar com o Nihon e depois alugou meu pc - não sei porquê ela demorou tanto tempo). Mas, antes de falar sobre a visita de Hungria e a estadia de Nihon em minha casa, tenho que falar o que ocorreu depois da sessão de Harry Potter com o Francis (tipo, depois de ele dormir em minha casa). 

      Day after, eu acordando com aquela cara de sono típica (eu fico muito ranzinza de manhã) e o Francis sentado na poltrona do meu quarto FUMANDO. Na minha cama, tinha um café da manhã completo. Eu estranhei aquela atitude, já que ele dormiu no quarto de hóspedes e eu tinha trancado meu quarto (com o pedobear em casa, melhor não bobear), entregando as chaves para Sininho (minha amiga que, pelo jeito, não tão amiga assim =.= ).Vcs acharam que terminou? Não, tem mais. Francis me propôs casamento pela 16537466791004987º vez. Sou traumatizado pelas tentativas dele (mas que nunca deram certo, mas era cada plano mirabolante - não sei como caí neste aqui =.=)

 
     Tive que me manter firme, sai da cama, fui na suite e troquei de roupa, voltei, peguei o copo de leite que estava na bandeija do "café romântico" que Francis preparou, aproximei-me dele e ... *insirem troll face aqui* derrubei o leite bem na cabeça daquele fumante.


     Depois,  só poderia ter briga mesmo. Ele deu uma de "Priscila Rainha do Deserto", falando que não tenho modos, que eu deveria aceitar este casamento, blablabla. No fim, o cara estava tão nervoso que não saiu da minha casa pelos modos convencionais: pulou a janela do meu quarto e escorregou na neve *insirem minhas risadas maléficas aqui quando presenciei a cena*. Confesso que meu dia ficou melhor quando ele saltou da janela.
     
     Sunday, eu sonhei um algo estranho enquanto dormia (lógico, eu não vou sonhar acordado...). Estava andando em um local ignorado do mundo, cheio de névoa, onde eu não enchergava um palmo à minha frente. Até que essa espessa névoa se abriu, revelando um céu muito estrelado e uma Lua  muito brilhante e bonita. Tinham-se várias rosas azuis e coroas de flores que indicavam um caminho a seguir. Seguindo, ainda bobo pela beleza do lugar, encontrei Nihon lá, seguindo uma borboleta azul e preta, muito bonita. 


     Depois disto, acordei com uma campanhia e estranhei: "Putz, quem será à esta hora da noite?". Saí do meu quarto e fui atender a porta. Geralmente eu não faço isso, mas estava com um pressentimento de que alguém muito importante precisava de minha ajuda. Quando abri a porta, dei de cara com Nihon com seu cachorro e algumas malas.

     - Preciso de um lugar para ficar, destruíram minha casa.
     - Entre e conte-me essa história direito. - acho que deixei Kiku assustado, meu cabelo estava uma zona e eu, com aquela cara de zumbi.

     Acomodamos as coisas do Kiku no meu quarto de hóspedes (que antes estava o Francis, mas fiz questão de detetizar o quarto quando ele saiu) e fomos para a cozinha. Enquanto eu preparava um chá, ele contou-me tudo sobre mais um encontro que demoliu uma casa (sério, na próxima vez não vou convidar ninguém para vir aqui, acabei de reformar minha casa uns dois meses atrás). Com o chá pronto, fui serví-lo e nossas mãos se tocaram na xícara ao mesmo tempo, provocando a famosa vermelhidão em nossas faces (eu não sei porquê/mentira). Depois do chá, fomos dormir. 


     No dia seguinte, estava ocorrendo tudo bem (tipo, segundona, a polícia me ligando de manhã avisando que prendeu aquele cara do Wikileaks - ainda bem, daqui a pouco ele iria denunciar até a cor das roupas íntimas dos países - mas não foi por suas denuncias e sim, por assédio a uma moça na Suíça - lol). Nihon ajudou-me nos afazeres domésticos e até cozinhamos juntos. Ele fez yaksoba e comemos uma torta de maçã de sobremesa. Logo que terminamos a louça, a campanhia tocou e advinhem? Hungria estava lá, empacotada por causa do frio, mas veio pelos mangás "suspeitos" do Nihon. Até aí, tudo bem.


     Mas ela começou a agir estranhamente, sempre deixando nós dois a sós (que, sinceramente, achei muito suspeito, já que eu e Nihon estávamos à sós antes dela chegar). Até que Nihon, depois do chá da tarde, ficou um pouco mais empolgado e pediu para eu ajudá-lo num concurso de cosplay. O duro era que ele queria que eu me vestisse de menina (não sei porquê todo mundo gosta de me ver vestido de menina, OMG!). No início ele não me convenceu, mas depois apareceu a Hungria do nada e me botou o tal vestido (com paneladas grátis). Não me senti muito bem vestindo aquilo, mas pelo jeito Nihon gostou (amigo da onça....).


     Aí, Hungria gostou da idéia e trocou nossas roupas novamente, colocando outros vestidos (ah, recebemos várias paneladas e como somos cavalheiros, não atacamos a não tão ilustre dama). Eu manifestei-me e fui no banheiro (se eu não puder ir no banheiro na minha própria casa...*insirem um emotion vermelho de raiva*) só que ela botou o Nihon junto à força
 

     Ficamos muito vermelhos e, desconfortáveis, até que achei uns roupões de banho e fomos trocar atrás do boxe do banheiro, colocando algumas toalhas em cima do boxe justamente para melarmos o plano da Hungary (pelo jeito era tirar fotos yaoi, dã). Eu e Nihon, envergonhados pela situação (mais alguns olhares, bem, digamos, estranhos), arquitetamos um plano para acabar de vez com o plano da Elizaveta. 


     Eram cinco horas e preparei religiosamente meu chá com scones e servimos um chá batizado à Elizaveta (que passou a tarde ora tentando nos colocar em situação perigosa, ora no meu pc vendo sabe lá o quê). Bem, se ela percebeu que foi dopada, foi tarde demais. Ela dormiu e eu, como um gentleman e lord inglês da mais alta classe, conduzi a dama até um quarto de hóspedes agradável para ela aproveitar melhor o seu sono. Então, aproveitamos o sono de Eliza e fomos até meu quarto, nos trancamos lá dentro e ficamos assistindo tv até dar a hora da janta. Kiku teve a idéia de pedir pizza e mandarem entregar no quarto (anos de experiência de hikikomori). Eu achava que não entregariam, mas se o Francis saiu da minha casa pela janela...
 

     Passamos a noite trancados no quarto. De vez em quando saíamos, para olharmos o estado da Elizaveta, que dormia feito anjo (só dormindo mesmo...). Ligamos para o Rode avisando que ela dormiria aqui em casa porque estava cansada e, ok, inventamos uma desculpa, mas ela foi bem cuidada aqui, ok?! 
     No dia seguinte, Hungria recebeu mais mangás de "gosto duvidoso" e deixou-nos em paz. Parece que ela compreendeu que nós queriamos ficar a sós, mas sem interferência. Kiku está quebrando a cabeça na reconstrução já que ele pretende aprimorar o que ela já era, mas parece que seus construtores estão tendo idéias melhores. Bem, Kiku é muito criativo.
    Por hoje é só.

See you soon!

Ps - A pizza foi entregue na janela do meu quarto, como foi pedido...

Recados

Cara do Wikileaks: Se vc mexeu com a Liechtenstein, vc não sairá vivo nem de Londres. Se não for nós, o Basch irá com uma fúria indomável. (isso se ele puder ler isso...)

Roderich: Cuidamos de sua amada, mas toma mais cuidado, ok?! (Ela só pode estar na falta, só pode...*facepalm).

Hungary: Saiba que não foi por mal termos te dopado. Vc estava muito estranha. (E deixamos BEM CLARO que não abusamos de vc).

Francis: RÁ RÁ RÁ RÁ RÁ *rindo de doer a barriga ainda por causa do tombo no gelo.

Nihon: Desculpe pelos transtornos *vermelho.

Para todos que lerem este blog: NÃO PENSEM EM BESTEIRA!!!!! E ainda não descobri o final ou o significado daquele sonho com Kiku.


[Offa: De praxe, desculpem-me pelo post enorme, pelos erros que podem ter o texto, palavras de outras línguas, etc, etc. Espero que gostem, não quis aprofundar nada, mesmo porquê não tenho vocação para yaoi...rsrsrsrsrs.]



 



   

8 comentários:

  1. Vocês me enganaram e fizeram o que com ela?!! Oras, depois vou garantir que ela esqueça todos esses problemas de um jeito bem eficaz...

    ResponderExcluir
  2. Eu é que peço desculpas pelos transtornos, Arthur-san m(_ _)m
    Sinto muito pelos cosplays, mas... É que... x///x
    Ah, não se preocupe, no domingo já estarei de volta para minha casa.

    ResponderExcluir
  3. Você fica...engraçado,vestido de menina. x-x

    Espero que tenham tido um dia divertido,apesar dos problemas.

    ResponderExcluir
  4. Bom, você se lembra dos meus sonhos estranhos com o Feliciano a um tempo atrás, não?
    Agora veja como terminamos...
    Talvez, hm, os seus com o Kiku deem na mesma coisa...er.
    Vocês combinam, de qualquer jeito. u_u'
    Queria ter visto o tombo do Francis... ~_~

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Eu queria estar lá para te ver fantasiado *o*,tenta ir numa cartomante muitas delas sabem os significados dos sonhos u.u

    ResponderExcluir
  7. Arthur, não seja tão malvado com o Francis nii-chan... Ele é uma boa pessoa. Ne, quando eu estou em dúvida com algo, costumo ligar para ele para pedir conselhos e ele me ajuda! ;; (off:ou piora a situação? q)
    Waa, você e o Kiku parecem ter se divertido muito! Ne, ne, essas fotos de vocês de cosplay são da Eliza, certo? Como ficaram bonitas!! n_n /
    Dormir com alguém é muito divertido, por isso que sempre durmo com o Ludwig! *Feliz que a guerra acabou e vai poder voltar a essa rotina*

    (Off: Ouun, ficou bonitinho o jeito do asakiku! Gostei do sonho e do modo tímido dos dois <3 )

    ResponderExcluir