quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Running....

Good evening, everbody...

Estes últimos dias só correndo com a reforma da casa (haja paciência para os vidraceiros) e as vendas de algumas coisas pelo e-bay (despachando as coisas estranhas). Fechei a venda das armaduras do Senhor dos Anéis com Sealand (com a devida autorização de Sweden, já que sou uma pessoa responsável/mentira). O problema foi novamente os nerds americanos (criaram maior confusão no e-bay, um saco, demorei mais de uma hora para resolver). Em compensação, um deles gostou do "armário de Nárnia", então já fechei a venda para despachar aquela coisa o mais rápido possível (e o mais longe também, de preferência ao lado da casa do Amerika).
A Scotland Yard já saiu daqui, mas por enquanto não posso sair do país (por medidas de segurança). Então, férias merecidas, só depois deles resolverem se é seguro (risco de terrorismo - aff, Al Qaeda dando mais trabalho - porque o Amerika não faz o serviço direito lá, hein?!).
Mas isso não quer dizer que eu possa planejar um Halloween aqui. Mas estou pensando ainda (fatores a considerar: Francis, psicopatas homicidas que gostam de carne humana, crianças, beberrões, aberrações, polvos, gente querendo casamentos, etc).
Para quem ficou curioso a respeito das roupas (feias) que o Francis me manda, olha só (é mais ou menos deste estilo, nem no e-bay vende - é sério, coloquei lá mas não tem comprador até agora). Pensando em doar para algum lugar. [fonte das fotos:http://www.portaisdamoda.com.br/noticiaInt~id~18182~n~tendencias+moda+masculina+paris+outono+inverno+2010.htm]


Agora, [como meu post foi curto] estarei colocando resumidamente a História do Futebol (para quem tiver paciência de ler), que surgiu muito antes, mas as regras e o formato que conhecemos hoje veio de mim (Inglaterra). [Fonte: http://www.historiadomundo.com.br/curiosidades/historia-do-futebol.htm.]


Conhecido como paixão nacional, o futebol é um jogo que hoje mobiliza a paixão de diversas pessoas espalhadas pelo mundo. Ganhando destaque ímpar no mundo dos esportes, a Copa do Mundo de Futebol é considerada o maior evento esportivo do planeta. Porém, todo esse destaque dado ao desporto coletivo, remonta uma história bastante longa, bem mais antiga que a do tempo em que o britânico Charles Miller viria a ser considerado o inventor desse esporte.

De acordo com algumas pesquisas, o futebol tem suas primeiras manifestações na China, por volta de 2500 a.C. De acordo com essa corrente, os soldados se divertiam com o crânio de seus inimigos decapitados em um animado jogo. Em contrapartida, outros estudiosos atribuem a invenção do futebol à civilização maia. Divididos em duas coletividades, os times deveriam acertar um aro fixo. A disputa era tão intensa que o líder do time derrotado era punido com a morte. (Yao, isso é verdade msm?)

Essas primeiras manifestações do jogo de futebol são consideradas tentativas de dar origens mais remotas do que àquela estabelecida pelo senso comum: a Inglaterra do século XIX. No século anterior, um dos primeiros “ensaios” desse jogo aconteceu com o “mass football”, disputa onde dois grandes grupos da cidade de Chester tentavam fazer uma bola ultrapassar um dos portões da cidade.

O século XIX assistiu o auge dos ideais racionalistas e progressivistas. Com isso, diversas instâncias da vida cotidiana dos britânicos viriam a ganhar normas. Atingido por essa onda de normalizações, o futebol ganhou as suas treze regras originais que ainda influenciam grande parte das regras contemporâneas. Dotado de um conjunto de regras racionais, o futebol logo foi considerado um esporte prestigiado entre as elites financeiras e intelectuais da época.

De acordo com os registros da época, a competitividade e o raciocínio rápido exigidos em sua prática seriam grandes aliados na formação de mentes de grande astúcia e determinação. Em pouco tempo, as agitadas massas operárias britânicas viriam a incorporar a prática do futebol. Sendo uma ótima atividade recreativa, que segundo alguns críticos arrefeceriam o espírito revolucionário da classe, o esporte começou a ganhar times de origem operária.

Financiados pelos donos de fábrica, o times do Arsenal (1886) e do Manchester United (1878) foram as primeiras agremiações nascidas em solo inglês. Em um curto período de tempo, os primeiros times começaram a organizar campeonatos assistidos por um público cada vez mais apaixonado. Com a grande aceitação popular, os times começaram a investir em infra-estrutura e na contratação de jogadores mais habilidosos. A noção empresarial começaria a dominar diversas instâncias desse lucrativo esporte.

No Brasil, Charles Miller, filho de britânicos nascido em São Paulo, trouxe da terra de seus pais o primeiro par de bolas e o livro de regras do jogo. Por toda a América Latina, a popularização do jogo britânico se percebeu com a criação de diversos times com nomes em inglês. Em pouco tempo, a propagação dessa prática desportiva pelo mundo deu condições para a criação da primeira Copa do Mundo de Futebol.

Inicialmente o governo britânico, por conta de sua patente histórica, pretendia controlar a organização do evento. No ano de 1870, sob a tutela da Coroa Inglesa, as primeiras copas do “mundo” aconteciam somente com a participação de times ingleses. No entanto, em 1904, os franceses defenderam a universalização do esporte com a criação da FIFA (Federação Internacional de Futebol). Na mesma época, o futebol foi reconhecido como esporte olímpico. (Francis quis espalhar para o mundo - Será que ele queria que os jogadores jogassem nus assim como nas Olimpíadas? - *tendo uma visão não muito legal se acontecesse desta forma). Ainda bem que nem nas Olimpíadas é assim.

A criação das seleções nacionais incrementou a competitividade e as técnicas do jogo. A natural hegemonia da seleção britânica foi disputada pela seleção uruguaia. Em pouco tempo diversos craques começaram a despontar na aurora do cenário internacional do futebol. A partir dos anos 50, os brasileiros revelaram seus primeiros grandes craques, entre os quais destacamos Pelé e Garrincha. O Brasil, hoje sendo considerado país do futebol, integra parte significativa do chamado “mundo da bola”.



Good Bye

Recados: 

Sealand: preciso saber se posso enviar por correio sua armadura.
Honda: vamos saber depois da reforma se minha casa é um portal dimensional como vc falou. 
Para todos que perguntaram se eu estou bebendo: EU NÃO ESTOU BEBENDO! As únicas coisas que estou bebendo ultimamente é chá e água. mentira




6 comentários:

  1. O Halloween na casa do Arthur-san seria legal! (mesmo com todos esses fatores)
    Mas, uma dúvida, será que aquela frase "O bom discípulo supera o mestre (nos esportes) é válida? .-.

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei das roupas!
    Se você não quer, dá elas para mim!
    E gracias por falar de futebol, você me lembrou que...EU GANHEI A COPA E VOCÊ NÃO! 8D
    Vingança, ah~

    ResponderExcluir
  3. Oh. Que roupas... bonitas.
    Voce podia usar essa roupa para o Halloween. Seria a sensaçao da festa. Todo chique, uh.

    ResponderExcluir
  4. OMG, Francis está perdendo sua noção de moda >_>

    E Nem me fale de Futebol, isso me lembra aquela praga do Paul >_>'

    Vamos fazer aí, Poxa, fora os problemas listados, tah tudo bem XD (E não morro, enton... 8D)

    ResponderExcluir
  5. última roupa daria 'm Conde Drácula moderno.
    Pode enviar p'r correio a armadura.

    ResponderExcluir